Notícias
Quarta-Feira, 28 de Maio de 2014, 14h14   (Atualizada 28/05/2014 às 14:14)

Feira vai negociar R$ 345 mi

Caixa Econômica Federal (CEF) estima financiar R$ 345 milhões durante o 9º Feirão Caixa da Casa Própria, que teve início nesta quinta-feira (23) e faz parte da programação da Feira de Negócios da Habitação e Construção de Mato Grosso (Edificar 2013). Esse montante representa 26% dos financiamentos imobiliários previstos para este ano no Estado, que totalizam R$ 1,3 bilhão. Se concretizado, o volume de empréstimo durante o evento será 20% maior que o fechado na edição no ano passado, de R$ 288 milhões. Em número de contratos, a expectativa da instituição financeira é aumentar de 3,183 mil operações para 3,9 mil, alta de 22,5%. O superintendente da CEF em Mato Grosso, Carlos Roberto Pereira, explica que todo o processo de financiamento, da consulta à assinatura do contrato, poderá ser feito durante a feira para todas as modalidades, do Minha Casa Minha Vida a imóveis de R$ 500 mil a R$ 1 milhão, do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). Opções de imóveis não devem faltar. De acordo com o presidente da Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis de Mato Grosso (Secovi), Marco Pessoz, até 2016, cerca de 13 mil unidades habitacionais verticais serão concluídas, sendo 199 torres. Durante a Edificar, aproximadamente 4 mil imóveis e 3 mil lotes estão sendo oferecidos. “O objetivo é atender toda as classes. A feira é um fator provocador do mercado”. Uma oportunidade de divulgar produtos e serviços também para os profissionais e empresas do segmento. Há 1 ano e meio, Bruno Rodrigo de Souza Fraga se tornou sócio da empresa BR Tijolos Ecológicos, que “prometem” paredes com isolamento térmico e acústico. O material é 20% mais caro que o convencional, mas propicia 35% de economia porque dispensa reboco, por exemplo. A poucos metros, no estande da Indústria de Casa, o empresário Wagner Bosi Cardoso apresenta o sistema construtivo da Casa Pronta, onde o piso e as paredes são feitas em uma fábrica e transportadas até o canteiro para serem apenas montadas. Novidades de um mercado cada vez mais promissor. Segundo o vice-presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil (Sinduscon/MT), Julio Braz, o volume de lançamentos imobiliários deve aumentar em 2013, vivenciando uma expansão no setor parecida com o que ocorreu em 2010, que foi seguida por 2 anos de projetos em obras.

Fonte: Assessoria Sinduscon-MT
Voltar

(66) 99900-3010 / 99643-6060  contato@danieldepaula.com.br


Daniel de Paula Projetos e Construções © Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR